Gosto … Não Gosto…

Gosto de escrever. Gosto de gostar. Gosto de confiar. Porque me é tão difícil confiar fico encantada por quem o consegue. Gosto da simplicidade de umas jeans e de uma t-shirt. Gosto da simplicidade ponto. De tudo o que é simples, sem artifícios ou joguinhos. Gosto do Verão. Não gosto do calor intenso. Gosto das noites de chuva. Amo. Em qualquer estação. Gosto de trovoadas.  Não gosto de mentiras. Quaisquer umas. Piedosas, pequenas, grandes, de brincar, para não estragar surpresas. Odeio. Gosto de girassóis. Gosto de correr pelos campos até perder o fôlego. Não gosto que me desiludam. Gosto de me encantar. Não gosto de pessoas duras. Gosto de idosos. Respeito-os e vejo em cada um deles a fragilidade da idade e a força da sabedoria. Adoro crianças. Aprendo sempre com elas a cada instante. A verdadeira sabedoria reside num coração que (ainda) é puro. Gosto de sentir borboletas na barriga. Não gosto de perder os que amo sem que saibam o quanto os amo. Gosto de água. De nadar, estar dentro de água, sinto e sempre senti a água como o meu habitat. Se pudesse vivia na água. Gosto do sol. Da luz, da energia positiva que me transmite, do calor, do nascer e do por do sol. Gosto de beijos. De todos os beijos. De todas as formas e sentires. Gosto de dançar. Amo o cheiro de lenha queimada na lareira no Inverno. Lembra-me os Natais da minha infância na terra dos meus pais á lareira. Amo o meu Iphone, meu companheiro de “estrada” em todos os mais importantes momentos dos meus dias nestes últimos 3 anos. Não gosto de dias chuvosos e tristes. Amo conduzir. Sentir o vento nos cabelos. Gosto do meu Moleskine. Não vivo sem ele, sem escrever, todos os dias. Amo dormir, embora não durma muito. Não gosto de pessoas cínicas, falsas.. de ter de estar a todo o momento a medir as palavras que digo ou nao digo. Gosto de viajar. É levar a alma ao reencontro de lugares onde já esteve. Amo a doçura, palavras doces, olhares meigos, sentires sinceros mesmo sem falar. Não gosto de chorar, a não ser de alegria. Gosto da Cumplicidade entre almas. Adoro a Iris dos meus olhos. Amo todas as íris de todos os olhos. São o bem mais precioso. Gosto de velas. De sentir a fragrância suave e quente no ar e uma luz romântica. Gosto de gestos envergonhados, atitudes românticamente encabuladas. Talvez porque eu não consiga ser diferente. Gostaria de ter uma casa na árvore. No meio da natureza, junto ás casas dos passarinhos. Gosto de ter passarinhos nas árvores a cantar pela manhã ao acordar. Nas minhas árvores. Adoro o cantar do galo pela manhã. Não gosto de ter de me levantar com o cantar do galo lol Gosto de comboios. Adoro andar de comboio e daquele ram-ram. Gosto de tudo o que é antigo e de épocas passadas. Sinto-me “em casa”. Gosto de objectos com História. Adoro ir á Feira da Ladra mergulhar na história dos objectos. Gosto de café. Não vivo sem ele. Não gosto de nabos 🙂 de nenhum tipo lol Gosto de pessoas frontais, mesmo que duras. Detesto a mesquinhezinha, a covardiazinha encapotada em sonsisse. Gosto de rir. Adoro pessoas que me façam rir. Gosto de sair de carro sem destino. Não gosto de me sentir pressionada. Amo a liberdade. Não gosto de ambientes sujos. Gosto de arrumação e limpeza. Tenho a mania das arrumações e das limpezas lol Gosto de ter método e de pessoas que o tenham. Gosto de fazer planos e de trabalhar para os concretizar. Gosto de metas. Gosto de pessoas e de liderar pessoas. Gosto de motivar e ver resultados a aparecer. Não gosto da preguiça. Não gosto de pessoas preguiçosas, de quem sempre deixa para amanhã. Não gosto do “já vai”, porque nunca vai. Gosto de mim, muito muito. E cada vez mais. Pela força e motivação com que tenho superado os “poços” da vida. Gosto do James Arthur 🙂 Da sua voz rouca. E de tudo o que faz com ela. Gosto de vozes roucas. Acima de tudo, meigas. Acima de tudo tudo, que profiram palavras sinceras. Gosto do ciuminho bobo. Quem não o sente, não gosta. Aquele ciuminho que acaba em beijos lol Gosto de criar, de ter ideias novas e de as pôr em prática. Gosto de abraços. Fortes, apertados e que dão segurança, que quebram o gelo interior. Gosto do Inverno e de dormir quentinha sob mantas, muitas mantas. Gosto de mãos, de dar as mãos. Gosto de sentir. Gosto de gostar. Muito. Adoro escrever. Liberta-me.

Fotor12151366

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.